Átomo de bohr – wikipédia, a enciclopédia livre electricity merit badge requirements

#########

, [2 ] no qual a gas station ele incidiu um feixe de partículas alfa (α) sobre uma folha de ouro e observou que, ao contrário do que era esperado – que as partículas deveriam ser refletidas pelos átomos de ouro considerados maciços até então -, muitas partículas atravessaram a folha de ouro e outras sofreram desvios. A partir da análise dessa experiência, afirmou que átomos eram constituídos de uma nuvem difusa de elétrons carregados negativamente que circundavam um núcleo atômico denso, pequeno e carregado gas 93 octane positivamente. [1 ]

A partir dessa descrição, é fácil deixar-se induzir por uma concepção de um modelo planetário para o átomo, com elétrons orbitando ao redor do núcleo-sol. Porém, a aberração mais séria desse modelo é a perda de energia dos elétrons através da radiação síncrotron: uma partícula carregada eletricamente ao ser acelerada gas out game commercial emite radiações eletromagnéticas que têm energia; fosse assim, ao orbitar em torno do núcleo atômico, o elétron deveria gradativamente emitir radiações e cada vez mais aproximar-se do núcleo, em uma órbita espiralada, até finalmente chocar-se contra ele. Um cálculo rápido mostra que isso deveria ocorrer quase que instantaneamente.

O modelo de átomo de Bohr é às vezes chamado de modelo semi-clássico do átomo, porque agrega algumas condições de quantização primitiva a um tratamento de mecânica clássica. Este modelo certamente não gas monkey é uma descrição mecânica quântica completa 3 gases in the air do átomo. A regra 2 diz que as leis da mecânica clássica não valem durante um salto quântico, mas não explica que leis devem substituir a mecânica clássica nesta circunstância. A regra 4 diz que o momento angular é quantizado, mas não diz por quê.

A equação de Rydberg, que era conhecida empiricamente antes da equação de Bohr, está agora na teoria de Bohr para descrever as energias de transições entre um nível de energia orbital e outro. A equação de Bohr dá o valor numérico da já conhecida e medida constante de Rydberg electricity lesson plans 4th grade, e agora em termos de uma constante fundamental da natureza, inclui-se a carga do elétron e a constante de Planck. [1 ]

Isto é conhecido como a equação de Rydberg, e o R da constante Rydberg é R E / h c {\displaystyle R_{E}/hc} , ou R E / 2 π {\displaystyle R_{E}/2\pi } em unidades naturais . Esta equação foi conhecida electricity a level physics no século XIX pelos cientistas que estudavam a espectroscopia, mas não havia nenhuma explicação teórica para estas equações ou uma previsão teórica para o valor de R, até Bohr. A propósito, a derivação de Bohr da constante Rydberg, bem como o acordo concomitante da equação de Bohr com as experimentalmente observadas linhas espectrais de Lyman ( n f = 1 {\displaystyle n_{f}=1} ), Balmer ( n f = 2 {\displaystyle n_{f}=2} ), e Paschen ( n f = 3 {\displaystyle n_{f}=3} ), e a previsão teórica electricity projects for grade 7 bem sucedida de outras linhas ainda não observadas, foi uma das razões para o seu modelo ser imediatamente aceito.

Para aplicar em átomos com mais de um elétron, a equação de Rydberg pode ser modificada pela substituição de Z por Z – b ou n por n – b, em que b é uma constante que electricity human body representa o efeito de triagem devido a outros elétrons. Isto foi estabelecido empiricamente antes de Bohr apresentar seu modelo. [6 ] Níveis energéticos dos elétrons em um átomo de hidrogênio [ editar | editar código-fonte ]

Assim, o menor nível de energia do hidrogênio (n = 1) é cerca electricity for refrigeration heating and air conditioning 9th edition pdf de -13.6 eV. O próximo nível de energia (n = 2) é -3.4 eV. O terceiro (n = 3), -1.51 eV, e assim por diante. Note que estas energias são menores que zero, o que significa que o elétron está em um estado de ligação com o próton presente no núcleo. Estados de energia positiva correspondem ao átomo ionizado, no qual o elétron não está mais ligado, mas em um estado desagregado.