Por amor (telenovela) – wikipédia, a enciclopédia livre electricity definition physics

###

Helena é mais do que mãe: é a verdadeira amiga da filha Maria Eduarda, e faz de tudo para que ela aceite e ajude o pai alcoólatra, Orestes, de quem é separada. Mas Eduarda só tem olhos para o seu grande amor, Marcelo. O rapaz sofre com a perseguição da ex-namorada, Laura, inconformada por haver sido trocada por Eduarda. Ela é cruel, invejosa, egoísta e desequilibrada, fará de tudo para destruir a vida do casal e dará o golpe da barriga para se vingar de Marcelo.

A mãe de Marcelo, Branca Letícia, também não gostou da escolha do filho, pois detesta Helena, que é simples demais para ela. Branca é uma mulher de personalidade forte, que adora manipular a vida alheia. Ela é dominadora, esnobe e muito má. Tem adoração pelo filho Marcelo, mas despreza os outros dois por não terem ambição na vida: A moderna e bela jovem Milena e o super tímido e atrapalhado Leonardo.

Milena tem um romance com o piloto de helicóptero Fernando Gonzaga (Nando), mas Branca faz praticamente de tudo para separá-los. Com a ajuda de Fausto (funcionário da empresa de helicóptero onde Nando trabalha), ela consegue armar para que o piloto seja preso com drogas. Porém, Fernando é solto pouco tempo depois.

Branca controla até a vida da amiga Isabel, que tem um caso com Atílio, um homem que está à procura de um grande amor. Branca, na verdade, é apaixonada por Atílio há muito tempo, mas nunca conseguiu se expressar e nem falar que gosta de ninguém. Ela fica transtornada ao descobrir que ele apaixonou-se por Helena, mãe de Eduarda. Ela se revolta e se culpa muito por jamais ter conseguido ter coragem de se declarar por mais de 20 anos e agora planeja destruir a felicidade dos dois. Após um breve romance, e para o desgosto de Branca e Isabel, Helena e Atílio se casam, numa linda cerimônia.

Mãe e filha engravidam na mesma época e dão à luz no mesmo dia, hora e hospital, sob os cuidados do jovem médico César, um eterno apaixonado por Eduarda. O filho de Helena nasce grande e saudável, mesmo ela tendo mais de 40 anos de idade. Eduarda, com menos de 30 anos, tem sérias complicações no parto e seu filho morre horas depois de uma morte súbita. Para complicar a situação da moça, ela nunca mais poderá ser mãe, pois teve que retirar o útero por diversas hemorragias que sofreu.

Desesperada em evitar esse duro golpe para a filha, Helena mostra que amor de mãe vai além de tudo e ela troca sua felicidade pela da filha e decide trocar os bebês, implorando a ajuda de César. Ela diz para o médico: "Vamos trocar os bebês!". Embora relutante com a ideia, César acaba por ceder e consente a troca, culpa que ele vai carregar por toda a trama. Assim sendo, Eduarda cria o meio-irmão pensando ser seu próprio filho, enquanto Atílio sofre por pensar que seu filho com Helena morreu ao nascer. César é a única pessoa que sabe desse segredo, o qual concordou pelo mesmo objetivo que Helena: Evitar o sofrimento de Eduarda. Quem mais padece, contudo, é Helena, que é obrigada a tratar o filho como neto e ainda vê o seu relacionamento com Atílio desmoronar, apesar do grande amor que os une. Ela escreve todos os acontecimentos de sua vida em um diário e é nele que está a revelação do grande segredo que Helena carrega consigo. E é acidentalmente lendo-o que Eduarda, chocada, descobre toda a verdade, ficando revoltada e toda sua vida vira um inferno.

No fim Branca vive sozinha abandonada pela família. Laura voa em um helicóptero pilotado por Nando, enteado de Orestes, e a aeronave sofre um acidente na água. O piloto sobrevive, mas Laura não é encontrada. Nando vai parar no hospital com ferimentos leves, e acaba ficando com Milena. Marcelo e Eduarda ficam juntos. Atilio decide ir embora, depois de descobrir a verdade sobre Helena e Eduarda. Na cena final, Marcelinho dá seus primeiros passos junto com Eduarda e Marcelo e depois corre para Helena e Atilio, reconciliados.

A personagem Eduarda ( Gabriela Duarte) não agradou aos telespectadores no início da novela. Mediante isso, eles começaram a fazer campanhas contra a personagem, pedindo até a sua morte em um site na Internet. [10 ]. Em entrevista, a atriz afirmou que essas campanhas não a atingiam pessoalmente, visto que envolvia apenas sua personagem na novela, considerando assim uma polêmica saudável. [11 ].

A cena da troca de bebês feita por Helena ( Regina Duarte) e César ( Marcelo Serrado) chegou a causar polêmicas e mau estar entre os médicos. Eles afirmavam que a troca era caso de polícia, e que César representava um médico ilícito e antiético, um mau exemplo para os profissionais. [12 ].

O destino do bebê Marcelinho mobilizou o público na época de exibição. Foram feitas várias enquetes, debates e até bolões sobre qual seria o destino da criança trocada na maternidade pela protagonista Helena ( Regina Duarte). [13 ] Cenas memoráveis [ editar | editar código-fonte ]

O principal fator pelo qual a novela não atingiu sua meta de 45 pontos no ibope (era o esperado para o horário) foi a forte concorrência dos programas Ratinho Livre na Rede Record e do programa Márcia no SBT, que chegou a mudar de horário para não competir com a novela, [20 ] [21 ].

A média final da reprise no Vale a Pena Ver de Novo em 2002 foi de 21 pontos. [24 ]. O último capítulo, exibido em 10 de janeiro de 2003, registrou 36 pontos de média, superando a novela das oito da época, Esperança. [25 ] Reprises [ editar | editar código-fonte ]

Foi reexibida no Vale a Pena Ver de Novo entre 1º de julho de 2002 e 10 de janeiro de 2003 substituindo História de Amor e sendo substituida por O Cravo e a Rosa. Durante a exibição desta reprise, o capítulo 133 que seria exibido em 1 de janeiro de 2003, não foi ao ar, devido à transmissão da cerimônia de posse da presidência do candidato Lula, vencedor das eleições. Sendo assim, a reprise que fecharia com 140 capítulos, terminou com 139 [26 ].

Foi reprisada pelo Canal Viva pela segunda vez entre 8 de maio e 15 de dezembro de 2017, substituindo Pai Herói e sendo substituída por O Fim do Mundo, às 23:30 da noite. [27 ] A reprise se deu por causa dos 20 anos de sua estreia. [28 ] Música [ editar | editar código-fonte ] Nacional [ editar | editar código-fonte ] Por Amor – Nacional