Rolls-royce motor cars – wikipédia, a enciclopédia livre a level physics electricity questions and answers

Rolls-Royce Motor Cars é uma empresa automobilística inglesa subsidiária do grupo alemão BMW, sendo uma das mais conceituadas do mundo. A marca, sinônimo de qualidade e alto padrão de conforto, tornou-se também famosa pela fabricação de automóveis de custo elevado e geralmente destinados a membros da realeza e chefes de Estado em todo o mundo.

Foi fundada em 15 de março de 1906, por Frederick Henry Royce e Charles Stewart Rolls, como uma divisão da Rolls-Royce Limited, que a partir de 1973 foi subdividida em outras duas companhias: a Rolls-Royce plc, atualmente fabricante de equipamentos de aviação e navegação, e a Rolls-Royce Motors, comprada pela Volkswagen AG em 1998.

Em 2014 a empresa bateu o recorde de vendas em 111 anos de história, vendendo 4063 véiculos, um aumento de 12% em relação aos 3630 que tinha vendido em 2013. Com 127 concessionários em todo o mundo a empresa dominou o mercado para carros de valor superior a 200 mil euros. [2 ]

Em 2016, a marca revelou, para demonstrar mais uma vez a confiabilidade pela qual é reconhecida, que encomendou um estudo para saber o estado de todos os veículos que produziu desde a sua fundação, 110 anos antes. A conclusão foi que 77% dos veículos produzidos se encontravam em perfeito estado de conservação, mantendo as suas características essenciais. Os dados foram conseguidos, entre outros, através do contacto com proprietários, reparadoras oficiais da marca e através da análise de dados de encomendas de peças e acessórios.

Em 1971 a Rolls-Royce foi dividida após vários problemas no desenvolvimento do motor de jato RB211, tendo por resultado a estatização da companhia. Em 1973, o governo britânico vendeu a divisão de carros para que a Rolls-Royce Limited se concentrasse na produção de aero-motores, a divisão de carros ficou sendo a Rolls-Royce Motors, que veio a ser adquirida pela empresa inglesa Vickers em 1980. A Rolls-Royce Limited continuou como uma companhia estatal até 1987 quando foi privatizada, tornando-se a Rolls-Royce plc, que possui divisões marítima, aviação civil e militar, nuclear e de energia.

Em 1998, Vickers decidiu vender a divisão de carros, e para aquisição a mais cotada foi a BMW, que já fornecia os motores e outros componentes para os carros da Rolls-Royce. A BMW deu um lance de £340 milhões, que foi superado pela Volkswagen que ofereceu £430 milhões. Porém a Rolls-Royce plc, detentora dos direitos da marca, decidiu que licenciaria determinadas marcas registradas essenciais (o nome e a logo da Rolls-Royce) não para a VW, mas sim para a BMW, com quem tinha tido recentemente negócios em comum. Mas a VW havia comprado os direitos sobre o mascote "Espírito de Êxtase" e a forma da grade do radiador, mas faltaram os direitos ao nome Rolls-Royce a fim de construir os carros. Do mesmo modo, para a BMW faltaram os direitos à grade e ao mascote. Como opção para o impasse, a BMW licenciou o nome e a logo “RR” por £40 milhões. A VW afirmou que de qualquer maneira só queria mesmo o modelo Bentley, que em termos de vendas este era o modelo mais forte.

BMW e VW chegaram a uma solução: de 1998 a 2002, a BMW continuaria a fornecer os motores para os carros e permitiria o uso das marcas, mas este acordo terminaria em 1 de janeiro de 2003, a partir de quando somente a BMW poderia chamar seus carros de “Rolls-Royce”, e a divisão anterior da Rolls Royce/Bentley da VW construiria somente os carros chamados “Bentley”. O Rolls Royce conversível chamado Corniche deixou de ser produzido em 2002.