Vitamina b12 – wikipédia, a enciclopédia livre find a gas station close to me

##

A soja e seus derivados também possuem a cobalamina em sua constituição porém como um análogo inativo de vitamina B12 e portanto inapropriado a digestão humana. Plantas não sintetizam nem armazenam vitamina B12, sendo a principal fonte desta vitamina nos animais por síntese microbiana. A vitamina B12 apenas existe nos vegetais que possuem associação com bactérias que a produzam, o que é mais comum em criações orgânicas. [6 ] Mesmo assim, a quantidade de B12 nessa plantas cultivadas de forma orgânica é insignificante para as necessidades humanas (possivelmente devido à alimentação não natural, não crudívora, o órgão que no ser humano exerce a síntese microbiana, a apêndice ileocecal, tenha perdido grande parte das suas funções).

A alga Nori utiliza vitamina B12 em seu metabolismo, obtida através de um processo simbiótico com bactérias. No entanto, devido a presença de análogos inativos, não é considerada atualmente uma fonte confiável de B12, [7 ] Apesar disto um estudo com ratos demonstrou aumento dos níveis de B-12 quando estes foram alimentados com a alga Porphyra yezoensis, indicando que esta espécie de alga contém B-12 biodisponível, pelo menos para ratos. [8 ]

Quando a deficiência de B12 ocorre é geralmente devido à deficiência na produção de factor intrínseco, necessário para a absorção da cobalamina. A vitamina B12 é necessária para a formação de células vermelhas do sangue, a função neurológica e síntese de DNA. Sua deficiência pode provocar anemia perniciosa, cujos sintomas são: alterações neurológicas, progressivas e mortais se não houver tratamento; fraqueza; convulsões e dano irreversível no tecido parietal gástrico; Afta na boca. Os principais sintomas são: anemia megaloblástica, fadiga, fraqueza, constipação, perda de apetite e perda de peso. [10 ] A deficiência, quando se inicia, traz prejuízos para a cognição, levando a queixas de dificuldade de concentração, memória e atenção. Ocorre também formigamentos nas pernas e redução da propriocepção. Em casos avançados, leva à confusão mental, torpor e até o coma.

Ao contrário da crença popular, existem raros casos diagnosticados de vegetarianos com déficit de B12 por conta dos mecanismos do organismo de reaproveitá-la e mantê-la no organismo. Porém, principalmente os veganos, devem tomar cuidados especiais, especialmente gestantes, lactantes e idosos quando a necessidade é maior. Isso sugere que para sua manutenção corporal, é mais importante as questões ligadas ao metabolismo humano do que a quantidade ingerida. [6 ]

Conseguir uma ingestão adequada de B12 é fácil e existem vários métodos para atender às preferências individuais. A absorção de B12 varia de cerca de 50%, se cerca de 1 micrograma ou menos dela é consumida, a cerca de 0,5% para doses de 1.000 microgramas (1 mg) ou superiores. Assim, quanto maior a freqüência de consumo de B12, maior será o montante absorvido.

O consumo de álcool, tabaco e certos medicamentos como neomicina, colchicina e ácido aminossalicílico e metformina podem contribuir para a deficiência da B12, pois causam a mal absorção desta vitamina. [11 ] Além disso, a absorção piora naturalmente com a idade. [12 ]

Em caso de anemia devido a falta de B 12 no organismo, é recomendável o uso de suplementos prescritos por um nutricionista ou médico, pois a dose necessária para corrigir essa deficiência não é atingida pela dieta. Injeções também são usadas por atravessar as barreiras de absorção. Existem opções de alimentos artificialmente enriquecidos, como leite de soja e cereais de algumas marcas, voltadas especialmente para os veganos. Os vários suplementos vitamínicos são de origem bacteriana. [13 ]

Entre 10 a 30 por cento das pessoas mais velhas podem ser incapazes de absorver naturalmente a vitamina B12. Sendo assim é aconselhável para maiores de 50 anos o consumo de alimentos fortificados com vitamina B12 ou de um suplemento vitamínicos contendo B12. [14 ]

Embora rara, há um tipo de teníase transmitida ao homem pelo Diphyllobothrium latum, decorrente da ingestão de peixe cru. O parasita consome elevadas quantidades de vitaminas B, provocando hipovitaminose B12 no hospedeiro humano. [15 ] Vegetarianos [ editar | editar código-fonte ]

As fontes não-animais incluem spirulina, capim seco, cevada, nori, Porphyra yezoensis e outras algas, alguns cogumelos e um grande número de bactérias, no entanto, pode ser difícil distinguir a verdadeira B12 de análogos que atrapalham o metabolismo de vitamina B12. Muito pouco é absorvido. Por este motivo as principais organizações vegetarianans/veganas Vegan Society, Vegan Health são categóricas em recomendar o consumo de alimentos enriquecidos (como cereais fortificados) ou suplementos vitamínicos. [17 ]

A biodisponibilidade de vitamina B12 em seres humanos saudáveis ​​para carne bovina, carne de peixe, carne de frango e ovinos é em média 42%, 56%-89% e 61%-66%, respectivamente. Os não-vegetarianos também possuem dificuldades em obter a B 12 já que o índice de deficiência em não-vegetarianos está em torno de 40% da população. [19 ]

Apesar de os humanos também possuírem essas bactérias no intestino, possivelmente em quantidade reduzida, sua localização (também observável noutros seres que a possuem) é posterior à principal área de absorção (no íleo), e por isso (possivelmente pela função reduzida da apêndice ileocecal) precisamos obter a vitamina pela alimentação. Essa vitamina precisa de pouca reposição pois necessitamos apenas de pequenas quantidades, seu armazenamento é relativamente adequado e uma circulação entero-hepática muito eficiente recupera grande parte da vitamina B12 excretada na bílis. [6 ] Ligações externas [ editar | editar código-fonte ]